Cólicas: colo, paciência e, por vezes, algo mais…

As cólicas são um problema muito frequente e normal nos bebés de tenra idade: surgem, normalmente, na segunda semana de vida e tendem a desaparecer ao terceiro ou quarto mês.

Causas

Não se conhecem as causas exatas existindo, por isso, várias hipóteses:

  • imaturidade do aparelho digestivo;
  • ingestão excessiva de ar durante a alimentação (materna ou com biberão) e durante o choro;
  • intolerância à lactose (açúcar que existe no leite);
  • alergia ao leite de vaca;
  • reação a algum componente da alimentação da mãe, durante a amamentação;
  • agitação e tensão emocional entre o bebé e os que o rodeiam (o choro pode gerar stress na família, que, por sua vez, é sentido pelo bebé);

Sinais

Embora não sejam prejudiciais à saúde geral do bebé, as cólicas causam muito desconforto e existem alguns sinais que podem indicar que o seu bebé está com cólicas:

  • Choro contínuo e agudo sem razão aparente, mais frequente ao final do dia e, por vezes, depois de comer;
  • O rosto do bebé fica vermelho e ele olha para cima;
  • O bebé fecha os punhos;
  • A barriga do bebé está dura;
  • O bebé encolhe as pernas em direção à barriga;
  • O bebé levanta a cabeça ou as pernas e liberta gases;

O que fazer?

Ainda que as cólicas sejam um problema passageiro pode adotar alguns gestos que as podem aliviar:

  • Durante amamentação:
    • altere a posição do bebé, colocando-o na posição de sentado – facilita a expulsão do ar engolido e diminui a flatulência;
  • Durante a alimentação artificial:
    • altere a posição do bebé, colocando-o na posição de sentado;
    • utilize biberões com tetinas com válvula anti soluço ou com um sistema anticólicas;
    • o médico pode considerar alterar o leite utilizado para uma alternativa sem lactose (caso se suspeite que as cólicas sejam provocadas pela intolerância à lactose) ou hidrolisada (que facilita a digestão do bebé).
  • Massaje a barriga do bebé, no sentido dos ponteiros do relógio, ou coloque-o de barriga para baixo – favorece a expulsão de ar, diminuindo o desconforto;

Existem ainda alguns suplementos alimentares - antiflatulentos sob a forma de gotas- aos quais se pode recorrer, sob indicação do médico, para aliviar o desconforto do bebé e para acalmá-lo. Ainda que a sua utilização seja segura, não devem ser usados como primeiro recurso e é fundamental respeitar a dose recomendada.


 [MC1]https://www.saudecuf.pt/mais-saude/artigo/colicas-no-bebe