Higiene e cuidados com o bebé

A pele do bebé apresenta um pH neutro desde o nascimento. O pH torna-se ácido durante a primeira semana de vida, igualando o do adulto no final do primeiro mês – pH 5. A pele apresenta-se menos pigmentada, menos espessa e menos hidratada, estando sujeita a sofrer lesões, que conduzem muitas vezes à perda de água e calor, contribuindo para o desequilíbrio hidroeletrolítico e térmico e, consequentemente para o risco de infeções. Por toda esta especificidade, os cuidados com pele do bebé são de extrema importância. O banho de imersão pode dar-se logo nos primeiros dias, mesmo antes da queda do coto umbilical. Contudo, há alguns procedimentos que devem ser tidos em conta:
a banheira deve estar limpa e a água morna (37ºC); encher a banheira com pouca água (3 dedos de altura); a temperatura ambiente deve oscilar entre os 22 e os 25ºC; usar um gel de banho ou creme lavante para uso pediátrico e que seja adequado para lavar cabelo, corpo e rosto; lavar primeiro a cabeça, depois o corpo e membros e por fim a área genital; limpar o bebé, sem esfregar, tendo especial atenção às pregas e às regiões interdigitais secar sempre primeiro a cabeça, uma vez que é a zona que perde calor corporal mais rapidamente.
Após o banho, a pele do bebé deve ser massajada e hidratada com óleos ou produtos hidratantes/emolientes para repor a camada protetora. Idealmente os produtos usados na higiene do bebé são:
creme lavante creme hidratante água de limpeza creme barreira (à base de óxido de zinco) pomada para prevenção e tratamento de lesões da área genital Água-de-colónia: esta deve estar reservada para a roupa e não aplicada na pele do bebé, sobretudo nas primeiras semanas de vida
Qualquer dúvida sobre o uso correto destes produtos e sobre quais os mais adequados para o seu bebé consulte o seu pediatra ou farmacêutico