Quantas horas deve dormir um bebé?

Um descanso suficiente e de qualidade melhora a qualidade de vida das crianças bem como a sua capacidade de aprendizagem, memória, atenção e comportamento. Aliás, sabia que crianças com bons hábitos de sono têm um melhor desempenho na escola e menos probabilidade de desenvolver problemas de saúde físicos e/ou psicológicos, do que aquelas que sofrem de distúrbios do sono em que o organismo não recupera o suficiente – privação do sono?

A privação do sono -ter menos horas de sono do que o que é necessário - pode ter efeitos negativos no desempenho intelectual dos mais pequenos, tais como a falta de atenção, diminuição do desempenho escolar, e alterações de comportamento - muitas vezes associados a hiperatividade. Por isso, ter um sono regular - isto é, dormir o número de horas adequadas - pode ajudar a evitar este tipo de problemas.

Durante os primeiros anos de vida, os pais têm um papel fundamental no desenvolvimento dos hábitos das crianças e, por isso, na promoção de uma boa higiene do sono.

Todas a crianças têm necessidades diferentes, mas são estas recomendações gerais:

  • Bebés com 3 meses: 14 a 18 horas;
  • Bebés dos 4 aos 12 meses: 12 a 16 horas;
  • Crianças de 1-2 anos: 11 a 14 horas;
  • Crianças de 3-5 anos: 10 a 13 horas;
  • Crianças de 6-12 anos: 9 a 11 horas.

Pode ainda adotar outros comportamentos para tentar regular o sono da criança:

  • Defina a mesma hora de deitar e de levantar, adequadas à idade da criança, para os dias de semana e fins de semana;
  • Incentive o uso da cama apenas para dormir  e evite deixar a criança adormecer noutro local;
  • No quarto, proporcione um ambiente calmo, tranquilo e confortável, não muito frio e não muito quente;
  • Mantenha uma rotina diária que permita que a criança identifique a aproximação da hora de dormir (vestir o pijama, lavar os dentes, ler uma história) – até 20 minutos antes;
  • Não coloque o relógio despertador ao lado da criança - pode provocar ansiedade;
  • Antes da hora de deitar introduza atividades calmas (ler um livro, ouvir música calma, tomar banho) e evite atividades estimulantes (videojogos, televisão, computador, tablets);
  • O uso de brinquedos, bonecos ou cobertores pode aumentar o conforto da criança;
  • Evite que a criança ingira alimentos com cafeína (chá, chocolate, refrigerantes);
  • Não incentive a criança a dormir na cama dos pais, pelo menos, após o primeiro ano de idade.

Related Posts