Síndrome da Morte Súbita do Lactente

A síndrome da morte súbita do lactente (SMSL) define-se como a morte súbita e sem explicação, tipicamente durante o sono, de um bebé durante o primeiro ano de vida. É mais prevalente entre os 2 e os 4 meses de idade e é uma situação que ocorre, sem aviso prévio, e num bebé saudável.

Causas

Ainda que a causa seja desconhecida, sabe-se que está relacionada com múltiplos fatores: predisposição individual (causas genéticas), causas desencadeantes (algumas doenças próprias desta idade, como infeções ou hipertermia) e causas favorecedoras (posição do berço ou tabagismo no ambiente onde se encontra o bebé, por exemplo).

Prevenção

Apesar que não existir forma garantida de prevenir a Síndrome de Morte Súbita do Lactente, existem algumas medidas que pode tomar de forma a garantir que o seu bebé dorme mais seguro. Assim sendo:

  • não coloque o bebé na sua cama para dormir consigo: isto pode aumentar o risco de morte súbita e de asfixia; além disso, e pelas mesmas razões, nunca adormeça com o seu bebé no sofá;
  • o bebé deve dormir numa cama de grades, num colchão firme e de tamanho adaptado à cama, de forma a que não exista espaço livre entre o colchão e as grades;
  • ao tapar o bebé, não cubra a cabeça; adicionalmente opte pelo uso de lençóis e cobertor em vez de edredão;
  • o bebé não deve dormir com almofada, gorros, babetes, fraldas de pano ou qualquer outro objeto que lhe possa cobrir a cabeça;
  • o bebé deve ser colocado na cama com os pés a tocar no fundo, de modo a que não exista hipótese de escorregar para debaixo dos lençóis;
  • deve colocar o bebé na cama, para dormir, de barriga para cima; para brincar, coloque-o de barriga para baixo;
  • adeque a temperatura do quarto, roupa do bebé e roupa de cama à estação do ano; idealmente a temperatura do quarto deverá estar entre os 18ºC e os 21ºC;
  • ofereça uma chupeta ao bebé para dormir, no entanto, caso ele rejeite, não force;